Presidente do PCO alerta para “golpe” de Moraes contra Bolsonaro (veja o vídeo)

Rui Costa Pimenta, presidente do PCO (Partido da Causa Operária) prestou declarações polêmicas em uma entrevista concedida na internet ao youtuber conhecido como Monark. De acordo com Rui Costa, o ministro Alexandre de Moraes tem pautado a sua atuação com o intuito de dar um golpe eleitoral no então presidente Jair Bolsonaro.

Em uma de suas afirmações, o presidente do PCO diz: “A jogada é clara, todo mundo sabe. É uma campanha contra o Bolsonaro. É por causa das eleições. Não tem nada a ver com a verdade, nada. É eleição, ponto final. É um golpe eleitoral contra o Bolsonaro”.

Você pode se interessar  Bolsonaro ironiza Deolane Bezerra e Lula, " feitos um para o outro"

Ao longo da entrevista, o Rui também chegou a falar sobre as falas que o partido teve com os aliados de Bolsonaro. Essas falas chegaram inclusive a serem alvos do famoso inquérito das fake news. De acordo com Rui, o quadro que foi narrado a eles era um verdadeiro show de horrores. 

Você pode se interessar  Globo, não consegue direito de transmitir libertadores na TV por assinatura e culpa alta do dólar Entenda

O partido ainda disse que tentou falar com as pessoas investigadas no inquérito para falar sobre o que vinha acontecendo, assim como também falou com a defesa dos acusados. Todos eles retrataram o show de horrores que foi o inquérito das fake news. Isso porque os investigados afirmaram que estavam em suas residências quando a Polícia Federal entrou, inclusive arrombando portas, ameaçando e confiscando bens, sem dar qualquer tipo de explicação sobre os motivos para tanto.

Você pode se interessar  Bolsonaro comenta eleições de 2022

No início desse mês, o Partido da Causa Operária também se tornou alvo do inquérito das fake news devido a publicações feitas em suas redes sociais falando sobre os ministros do STF. Em uma dessas postagens, a legenda afirmava que o ministro Alexandre de Moraes era um “Skinhead de toga”. Além do mais, o partido também pediu que houvesse uma dissolução do Supremo Tribunal Federa