O poder das redes sociais para Bolsonaro

A forma como um político realiza uma campanha é uma questão complexa, pois envolvem diversas opiniões, pessoais, de assessores, do partido, e até mesmo dos eleitores.

Estar em evidência é muito importante, uma vez em que o político precisa dialogar com seus eleitores, expor suas idéias, assegurar que elas chegaram chegarão da maneira correta sem distorções.

Para o presidente Jair Bolsonaro, as redes sociais são importantes mecanismos de divulgação de tudo que vem fazendo à frente do Governo Federal, e também para a campanha de reeleição.

Bolsonaro sempre usou das redes sociais para se comunicar com seus eleitores, isso ficou mais evidente nas eleições presidenciais de 2018, quando ele abriu mão do direito da campanha na televisão aberta.

Você pode se interessar  Britney Spears tem seu casamento invadido pelo ex-marido

Dentre outros fatores que fizeram Bolsonaro optar e preferir as redes sociais, está a descriminada perseguição de alguns veículos de imprensa, seja na televisão, ou na internet, contra ele, sua família, e seus apoiadores.

Ainda durante a campanha em 2018 quando anunciou essa preferência pelas redes sociais com a principal ferramenta, Bolsonaro explicou também que teria os custos reduzidos do fundo eleitoral em milhões de reais, indo justamente ao contrário do que fazem a maioria dos políticos, que querem cada centavo deste fundo, que é pago pelo cidadão e eleitor brasileiro.

Você pode se interessar  Influenciadora GKay perde processo e sofre prejuízo de R$100 mil

Utilizando principalmente do mecanismo das transmissões ao vivo, as lives, Bolsonaro conseguiu mostrar que era possível fazer uma campanha vencedora, gastando pouca verba do fundo eleitoral. E mais do que isso, ele continuou utilizando as redes sociais para divulgar e difundir suas ações, debates, posicionamentos, entre outros.

As redes sociais fazem a diferença não só por conta do presidente diretamente, o eleitores e apoiadores, também se unem para mostrar a força de Jair Bolsonaro, e também levar informações

verdadeiras, que refletem o que realmente pensa e fala o presidente, completamente diferente de distorções apresentadas inúmeras vezes pela mídia.

Você pode se interessar  Deolane Bezerra perde contratos publicitários após se posicionar a favor de Lula

São diversos os perfis que fazem trabalho de apoio ao presidente, ao contrário do que a mídia e opositores insinuam, esses perfis são gerenciados pelos eleitores em forma de apoio, ou seja, não Bolsonaro não tem nenhum controle dos perfis, as pessoas que o admiram e acreditam em seu governo fazem este papel.

E novamente para a eleição presidencial de 2022, onde Bolsonaro concorrerá à reeleição, as redes sociais terão um papel fundamental, onde a maior parte das divulgações de campanha serão através deste mecanismo.