O Bolsonaro não se vende para a imprensa. Então a imprensa quer “acabar” com ele diz Jornalista (veja o vídeo)

Ao longo de sua participação no programa “Linha de frente “, da Jovem Pan, a jornalista Carla Cacato falou sobre a imprensa brasileira e deixou claro que nenhum dinheiro é despejado na grande mídia no governo Bolsonaro. A fala da comunicadora foi proferida ao falar das notícias envolvendo o ex-ministro, Milton Ribeiro.

Você pode se interessar  Bolsonaro cresce e lula cai diz pesquisa BTG/FSB

Carla ainda aproveitou a situação para criticar ferozmente alguns setores da grande mídia  e disse que Bolsonaro deixou de destinar verbas públicas para os meios de comunicação por razões éticas.

Eu conversei com um dos maiores diretores de jornalismo da direção brasileira, e ele me falou que, desde o governo Bolsonaro, não jorra mais dinheiro na imprensa. O Bolsonaro não manda dinheiro para emissoras de televisão. Por ética. O que acontecia em todos os governos? Os governos derramavam milhões de reais nas empresas jornalísticas para publicidade comercial do governo”, ressaltou .

Você pode se interessar  Presidente do PCO alerta para "golpe" de Moraes contra Bolsonaro (veja o vídeo)

A jornalista também comentou que grande parte da imprensa é socialista  e marxisista.

Você pode se interessar  Policia Federal prende ex-ministro Milton Ribeiro

“O Bolsonaro não se vende para a imprensa. Então a imprensa, que não é direita, quer acabar com ele. Fora isso, a maioria das pessoas da imprensa são comunista, socialistas e marxistas. É por isso que a imprensa bate no Bolsonaro dia sim, dia também”, declarou.