Bolsonaro se pronuncia sobre Milton Ribeiro “se for culpado vai pagar”

Em uma entrevista concedida a rádio Itatiaia na manhã desta quarta-feira (22) o Presidente da Republica Jair Bolsonaro comentou sobre a prisão preventiva do ex-ministro da Educação Milton Ribeiro, o Mandatário explicou que a detenção de Milton é um sinal de que ele não interfere na Policia Federal (PF) e de que a instituição “está agindo”

– O caso do Milton, pelo que eu estou sabendo, é aquela questão que ele estaria com uma conversa meio informal demais com pessoas de confiança dele. E daí, houve denúncia que ele teria buscado prefeito, gente dele para negociar, para liberar recurso, isso e aquilo. O que acontece: nós afastamos ele. Se tem prisão, é Polícia Federal. É sinal que a Polícia Federal está agindo – ressaltou.

Você pode se interessar  Saiba o real motivo por trás de manifestações de artistas

Em outra parte da entrevista, o presidente falou que caso Milton seja considerado culpado, ele pagará por suas ações. Segundo o Jair Messias Bolsonaro , o governo não tolera práticas ilegais.

– Se tiver algo de errado, ele vai responder, se for inocente, sem problemas; se for culpado, vai pagar. O governo colabora com a investigação. A gente não compactua com nada disso. Agora, não sei qual a profundidade dessa investigação. No meu entender não é aquela orgânica, porque nós temos os compliances nos ministérios – disse .

Bolsonaro também deixou claro que essa prisão vai “respingar” nele, mas que sua responsabilidade neste caso é afastar quem estiver sobre suspeitas e auxiliar na investigação.

Você pode se interessar  Bolsonaro comenta eleições de 2022

– Isso vai respingar em mim, obviamente. Tenho 23 ministros, mais de 20 mil cargos de comissão. Minha responsabilidade é afastar e auxiliar na investigação. Essa operação tem PF, deve ter CGU ajudando a elucidar o caso – finalizou.

SOBRE A PRISÃO DE MILTON RIBEIRO

O ex-ministro da Educação Milton Ribeiro foi preso nesta quarta-feira (22) na cidade de Santos (SP) de forma preventiva. A detenção do Ministro acontece pelo cumprimento de um mandado de prisão preventiva expedido pela justiça no âmbito da operação acesso pago, deflagrada pela (PF) Policia federal.

Segundo a Policia Federal, a operação visa apurar corrupção para liberação de recursos públicos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e também a pratica de trafico de influencia

Você pode se interessar  Novo Adélio Bispo? homem é preso com faca em motociata de Bolsonaro em Manaus (veja o vídeo)

No mandato de prisão expedido contra Milton Ribeiro e assinado pelo juiz federal Renato Borelli, o magistrado cita quatro crimes que podem ter sido cometidos por Milton: o de corrupção passiva, prevaricação, advocacia administrativa e tráfico de influência. Na decisão o Juiz também determina que Ribeiro seja levado para Brasilia para ser ouvido na superintendência da Policia Federal, e que a audiência de custodia ocorra ainda nesta quarta-feira.

Além do mandato contra Milton Ribeiro, a PF está cumprido mais 13 mandatos de busca e apreensão e outros quatro mandados de prisão.