Bolsonaro pede orações para o Brasil e afirma: “não podemos voltar a sentir as dores do comunismo”

Próximo das eleições, o presidente Jair Bolsonaro (PL) pediu orações para o Brasil e afirma que não quer ver o povo voltar a sentir as dores do regime comunista. O presidente falou em uma missa em Natal na manhã deste sábado (16/07). Próximo das eleições, Bolsonaro continua a sua caminhada em diversas cidades do país para se reunir com apoiadores nos quatro cantos do Brasil. De acordo com as pesquisas (pouco confiáveis), Bolsonaro se mantém atrás do candidato do PT, o ex-presidiário Luiz Inácio Lula da Silva.

Você pode se interessar  Janaina Paschoal em "desespero'' critica escolha de vice de Bolsonaro "ele deveria repensar"

Durante o seu discurso, Bolsonaro foi ovacionado pelos apoiadores e fiéis que estavam acompanhando o culto. O chefe do Poder Executivo afirmou ainda que: “Tudo para nós é ensinamento. Nada tememos, nem a morte, a não ser a morte eterna. Isso nos leva aos mártires que nos ajudam a solidificar a nossa fé. Toda manhã me levanto e faço algo que me dá forças para vencer: rezo um Pai Nosso e peço a Deus que o nosso povo, vocês, brasileiros, não experimentem as dores do comunismo”.

Você pode se interessar  Venda de carro no valor de R$60 mil foi ponto-chave para investigações que resultou na prisão de Ministro Entenda

Bolsonaro ainda disse que mesmo estando em um ritual espiritual e religioso, as pessoas não podem se esquecer que na terra, é necessário bens materiais para a sobrevivência. Além disso, o mundo sofre com as consequências enfrentadas pelo “fique em casa, depois vemos a economia”, bem como a guerra que acontece no Leste Europeu. A fala está relacionada ao auge da pandemia, onde os países decretaram Lockdown total, paralisando as atividades em praticamente todos os setores e contribuindo para uma escassez dos produtos, o que favoreceu a inflação.

Você pode se interessar  Novo Adélio Bispo? homem é preso com faca em motociata de Bolsonaro em Manaus (veja o vídeo)

No final do seu discurso, o presidente falou sobre as quatro palavras que são consideradas mais importantes para qualquer indivíduo, são elas: liberdade, pátria, Deus e família. Na sequência, o presidente viajou para Fortaleza, onde participa de uma motociata da Marcha para Jesus. Trata-se da primeira visita realizada por Bolsonaro a Fortaleza.