Esquerda entra em desespero com noticia que gasolina vai baixar mais e Bolsonaro comemora ” Acho que Petrobras vai achar seu rumo agora”

Nesta terça-feira, a estatal Petrobras anunciou uma redução no valor cobrado nos combustíveis. De acordo com as expectativas, essa redução pode chegar a R$0,20 no valor do litro. O presidente Jair Bolsonaro (PL) aproveitou para mostrar confiança no atual presidente da estatal, Caio Paes de Andrade, que foi recentemente empossado na chefia da Petrobras. De acordo com Bolsonaro, Caio irá melhorar a relação que a empresa tem com o governo, estreitando os laços e fortalecendo as políticas voltadas ao desenvolvimento da Petrobras e ao mesmo tempo condições melhores ao povo.

Você pode se interessar  Deputado Bolsonarista alerta para dívida bilionária que a Globo possui e alerta para possível perda da concessão. “Vai ser muito difícil - afirma deputado

Para o chefe do Poder Executivo, “achar seu rumo” significa que a estatal irá cumprir a sua função social, isto é, impedir que os aumentos nos combustíveis e flutuações que ocorrem no exterior sejam repassados diretamente ao consumidor formal, como é o caso do que se encontra disposto na política dos preços da Petrobras.

Logo após a reunião de Bolsonaro com os seus apoiadores, a estatal Petrobras anunciou uma redução nos preços de combustíveis que chega a R$0,20 por litro nas refinarias, iniciando a partir de amanhã. Segundo o que dispõe a nota, o valor do combustível nas refinarias passa de R$4,06 para R$3,86 a cada litro.

Você pode se interessar  Bolsonaro se pronuncia á Fox News "Esquerda não deixará o poder se voltar”

Bolsonaro ainda aproveitou a oportunidade para falar sobre a negociação do diesel, que ocorre diretamente com a Rússia. Na ocasião, o presidente estava ao lado do seu ex-ministro Tarcísio de Freitas (Republicanos). A rodada de negociações da importação do combustível segue a todo vapor e, segundo o presidente, deve ser concluída até o final de agosto.

Você pode se interessar  General do Exército "mete o pé na porta" e dispara contra a possível reeleição de Lula: "Desastre e ruína moral da nação e de suas instituições”

O presidente ainda sobre a guerra que acontece nos países do leste europeu: “Tudo o que você faz no mundo tem reflexo para a gente, mas às vezes não é tanto assim. A guerra tem o problema do combustível? Tem, mas no meu ver, está potencializado”.